DicasRoteiros

Quantos dias ficar em Ouro Preto?

By in Dicas, Roteiros

A história é muito complexa e extensa, daí a necessidade de ficar pelo menos 3 dias em Ouro Preto para se envolver detalhadamente com outros temas sem se cansar. Apesar de ser considerada uma cidade do interior, Ouro Preto é um destino que pode prender você por muitos dias. Vá por mim! 

A cidade é um destino turístico que oferece passeios temáticos, roteiros pela natureza, muitos parques, uma área rural com fazendas de produção de queijos e goiabada, adoráveis mirantes para contemplar o pôr do sol nos arredores e até um bate e volta para outras cidades. Aproveito e deixo aqui uma sugestão de roteiro. Então vamos lá!

Reserve o dia da chegada para somente se encantar com tudo. Relaxe, você está em Ouro Preto!

Depois sim, no segundo dia, o ideal é começar com um passeio cultural temático para entrar no clima do período colonial. Recomendo uma vivência histórica o Passeio Ouro Preto Básico para entender como foi o encontro dos nossos ancestrais indígenas, portugueses e africanos durante o Ciclo do Ouro, no século XVIII. 

A história é muito complexa e extensa, daí a necessidade de ficar pelo menos 3 dias em Ouro Preto para se envolver detalhadamente com outros temas sem se cansar.

Criei vários passeios, com temas como: a Inconfidência Mineira, Ouro Preto no século XIX, que você pode fazer no terceiro dia

Que tal no quarto dia curtir a primeira capital de Minas, Mariana, distante apenas12 km de Ouro Preto, e a primeira mina de ouro subterrânea explorada no Brasil? Eu ofereço o Passeio Mariana Básico no qual além da história do período colonial, você vai descobrir de onde veio nosso famoso “uaiI”. Aí vai um spoiler… Tem a ver com a chegada dos ingleses em Minas no século XIX para a construção da ferrovia e a pergunta “Why?” (por que?).

Além dos passeios guiados comigo, você pode curtir outros temas ao visitar mais museus. Segue a lista dos museus neste artigo: Agora Ouro Preto conta com 14 museus!

Ou talvez se encantar com a paisagem da área rural de Ouro Preto? E lá visitar os produtores de queijo e goiabada cascão patrimônios imateriais. Em breve postarei um artigo com um roteiro para você curtir essas bandas!

No quinto dia, se você curte um pôr do sol, precisa visitar Lavras Novas, um distrito pra lá de charmoso, perto do Centro Histórico de Ouro Preto. Lavras Novas é muito trendy. Nos fins de semana, fica lotada de belo-horizontinos que amam um barzinho e boa música. Além dessa boemia toda, tem trilhas pelas cachoeiras. No inverno o charme é por conta do  friozinho e das brumas.

Tudo vale a pena quando a alma não é pequena!

Agora que você virou um expert em arte barroca e rococó e amou essa temática, sugiro para o sexto dia  um bate e volta até Congonhas. Lá você vai apreciar o último trabalho do pai da criatividade nacional, Antônio Lisboa, escultor e arquiteto. Vale a pena lembrar que a execução em toda sua magnitude foi feita no auge da(s) sua(s) doença(s).

Tudo aqui é imperdível! Simplesmente imperdível!

No sétimo dia, se você adora curtir a estrada, pode fazer um bate e volta até Tiradentes, Inhotim, Belo Horizonte…

E no oitavo dia, apesar de você ter curtido passeios curtos na maior parte dos dias , creio ser importante relaxar um pouco. Ficar sem fazer nada, andar, se encantar, contemplar, se imaginar encontrando com cada personagem que conheceu através da contação de histórias da nossa história… 

Gostou do roteiro? Então aproveite muito! E, se precisar de mais sugestões, terei prazer em compartilhar minha experiência com você.

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*