Ouro PretoTurismoViagens

Ecoturismo em Ouro Preto: dicas de lugares para você entrar em contato com a natureza e repor as energias após o carnaval (ou em qualquer época do ano)!

By in Ouro Preto, Turismo, Viagens

Está curtindo seu carnaval em Ouro Preto? Então você vai ter dias intensos de festa até a quarta-feira de cinzas. Falando em quarta-feira de cinzas, que tal aproveitar o dia de despedida do carnaval para descansar da folia com passeios de ecoturismo em Ouro Preto para relaxar e repor as energias e voltar à rotina com todo gás?

Curtiu a ideia? Então esse post foi feito sob medida pra você!

Lavras Novas

A romântica Lavras Novas, distrito de Ouro é uma ótima opção para quem quer sossego e tranquilidade depois desses dias de folia. Seu aspecto interiorano, os aconchegantes chalés e seus charmosos bares oferecem ótimos momentos de descanso. Aliada ao sossego, o distrito também proporciona muita aventura para quem gosta de repor as energias em contato com a natureza e ecoturismo. São trilhas, trekking, passeios de quadriciclo e banhos de cachoeira!

Aproveite uma tarde no distrito para se refrescar em uma das várias cachoeiras do local.  Uma cachoeira que tem tudo para te encantar é a Cachoeira dos Prazeres tamanha é sua beleza.  A cachoeira fica seguindo às margens da Represa do Custódio, que também é um local excelente para banho!

Outra cachoeira que agrada bastante quem visita o distrito é a cachoeira do Falcão. Por formar uma rasa piscina natural e conter uma longa faixa de areia, é ideal para ir com crianças. Só é preciso um pouco de cuidado com a descida de cascalho até a cachoeira.

Se você é daqueles que gosta de uma boa caminhada, a Serra da Chapada e a Serra do Trovão oferecem excelentes trilhas, com paisagens de tirar o fôlego. Se você prefere uma trilha mais curta e leve, a dica que te dou é o Mirante da Pedra. Que além de uma agradável caminhada tem uma linda vista das montanhas da região.

Para mais aventura, aproveite para fazer alguma das modalidades de esporte radical que Lavras Novas oferece. Entre as opções se destacam o rapel, o rafting e a canoagem. Um prato cheio para quem procura repor as energias com muita adrenalina!

Lavras Novas fica há 19 km de Ouro Preto, com tempo de viagem de aproximadamente 30 minutos. Reúna seus amigos, sua família, ou mesmo se estiver sozinho e aproveite o ecoturismo de Ouro Preto. Ah, e você também pode contar com a ajuda de um guia para realizar as trilhas até as cachoeiras e fazer seu passeio ficar ainda mais proveitoso e seguro! 

Floresta Uaimii

Um excelente local para ecoturismo em Ouro Peto, a floresta Uaimii, além de ser a primeira floresta estadual de Minas, abriga um importante remanescente de espécies típicas da Mata Atlântica e do Cerrado brasileiro. Situada no charmoso distrito ouro-pretano de São Bartolomeu, a floresta, além de sua fauna e flora que chamam a atenção, conta com várias trilhas durante seu percurso que promovem agradáveis caminhadas pelas serras, picos e escarpas e te levam para grutas e cavernas. Ótimo pra quem gosta de estar em contato com a natureza, não é mesmo?

Durante seu percurso pela floresta, você ainda vai se deparar com várias cachoeiras que vão lhe proporcionar aquele banho refrescante para você tomar um fôlego durante a caminhada. Dentre as várias cachoeiras da Uaimmi, uma das mais visitadas é Cachoeira do Açude, que conta com uma sequencia de quedas d’água, que formam piscinas naturais. Por serem rasas e de água cristalina, são excelentes para um mergulho. Outra cachoeira que agrada os visitantes é a Cachoeira do Pau por suas duas grandes quedas que formam poços propícios para nado. Um passeio para se deliciar e recuperar as energias!

A entrada para a floresta pode ser feita pelas Brás Gomes e São Bartolomeu. E a visitação é de terça a domingo, de 7h às 17h. O trajeto de Ouro Preto até São Bartolomeu têm cerca de 22 km com tempo médio de 40 minutos.

Parque das Andorinhas

Outro local muito procurado para ecoturismo em Ouro Preto é o Parque das Andorinhas. Uma área natural de 575 hectares que abriga a nascente do rio das Velhas, cachoeiras e trilhas para caminhadas. Em passeio pelo parque, o visitante pode desfrutar de piscinas naturais, cachoeiras e uma ótima área de camping. Legal, né?

Três mirantes dão o charme do parque e encantam os visitantes. O mirante Véu das Noivas  que fica no topo da cachoeira de mesmo nome, de onde é possível contemplar a bela paisagem natural formada por vegetações da mata Atlântica, serras e montanhas. O mirante Vermelhão, antiga área de extração de bauxita, onde ainda hoje são encontrados vestígios de mineração, fica localizado no ponto mais alto do parque. Com cerca de 1.400 metros de altitude, do mirante se tem uma vista espetacular. E o mirante mais conhecido do parque, a Pedra do Jacaré. Com formação rochosa que a natureza esculpiu em um curioso formato de uma cabeça de jacaré, o mirante tem fácil acesso e possui uma bela vista de onde se tem uma bela visão do parque.

Suas cachoeiras são muito convidativas para quem procurar relaxar nos dias de calor. A Cachoeira das Andorinhas, que dá nome ao parque, possui uma beleza singular. Com uma queda-d’água de cerca de 10 metros de altura, a cachoeira se localiza dentro de uma gruta, e seu nome é uma referência às andorinhas, que no verão buscam abrigo no local. Um passeio imperdível! Outra cachoeira que atrai muitos visitantes é a Cachoeira dos Pelados. Singela em sua queda d’água que tem aproximadamente 5 metros de altura, a cachoeira é perfeita para quem deseja um passeio leve em ambiente tranquilo e harmonioso.

Já a Cachoeira Véu das Noivas, é para os visitantes mais aventureiros. Com duas quedas-d’água que somam cerca de 50 metros de altura, para chegar a sua base é necessário atravessar uma trilha bem fechada e muito íngreme que liga o topo à base da cachoeira.

Seguindo as trilhas das cachoeiras, também é possível encontrar muitas piscinas naturais, ótimas para nadar e relaxar. Como o Poço da Folhinha que conta com um grande poço que se assemelha a um belo lago. O Poço do Baú, que possui uma espetacular beleza natural e é ideal para visitantes que não desejam realizar uma longa caminhada para desfrutar de uma área para nadar e fazer um delicioso piquenique. E o Pocinho das Churrasqueiras, que por ser raso, com cerca de 1,0 metros de profundidade, é ótimo para quem está com crianças e quer levar os pequenos para aproveitar uma bela tarde de sol.

O Parque não fica muito longe do centro da cidade, o que garante um ótimo walking tour por Ouro Preto. Passeios a pé que são excelentes para, além de aproveitar o parque, conhecer mais as belezas de Ouro Preto.

E nesse passeio, conte comigo para te ajudar a aproveitar o máximo sua experiência com um passeio temático pelo Parque das Andorinhas!

Vacine-se!

Ah, e devido ao aumente dos casos de febre amarela na região sudeste do Brasil, para frequentar o parque das Andorinhas é necessário estar com a vacina contra febre amarela em dia e apresentar a carteira de vacinação na entrada do parque. Então, se já faz mais de dez anos que você não toma a vacina ou se você vem de fora do Brasil e nunca tomou a vacina, procure um posto de saúde para se prevenir!

Se não vai ao Parque das Andorinhas, mas pretende visitar outra região de mata ou em que já houve casos da doença, não deixe de manter sua vacina em dia também e tenha uma viagem tranquila!

 

Gostou dessas dicas de ecoturismo em Ouro Preto? Então deixe seu comentário aqui no blog! Ah, e para ficar ainda mais por dentro do turismo na região, me siga no instagram e no facebook!

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*