Desvendando outros segredos das igrejas de Minas Gerais

Desvendando outros segredos das igrejas de Minas Gerais
7 de agosto de 2017 Sueli Tour Guide

Ele é um dos maiores estados do Brasil e, dentro da nossa história, teve um papel importante durante a fase colonial, período em que a maioria das igrejas de Minas Gerais foram construídas, representando a religiosidade e os conceitos artísticos da época.

Hoje em dia, esses trabalhos arquitetônicos se tornaram pontos turísticos que eu acho indispensáveis para quem quer fugir da rotina e passear livremente por um verdadeiro museu ao céu aberto.

Separei algumas igrejas de Minas Gerais interessantes neste post, acompanhe!

1. Basílica de Senhor Bom Jesus de Matosinhos

Este tesouro arquitetônico fica na cidade de Congonhas e foi construído entre os séculos XVIII e XIX. Na Basílica, estão as famosas 12 estátuas dos profetas, esculpidas em pedra-sabão por Aleijadinho, além de mais de 60 esculturas em tamanho natural e o teto pintado por Mestre Ataíde.

Eu recomendo, ainda, que você caminhe pelas ruas da cidade para ver diversas construções da época colonial, conhecer os museus ou visitar o maravilhoso Parque das Cachoeiras.

2. Santuário do Caraça

Situado em Santa Bárbara, foi construído sem mão de obra escrava e somente com materiais regionais. Para encantar os olhos dos apaixonados por arte, Mestre Ataíde pintou uma magnífica Santa Ceia.

Entre as diversas curiosidades, destaco duas: a primeira é que a intenção inicial era que o Santuário servisse para hospedar viajantes,  e a segunda é que lá fica o primeiro órgão de tubos fabricado no Brasil!

Sugiro que você aproveite para passear pela cidade e conhecer outras igrejas, além do Parque Municipal Recanto Verde.

3. Santuário de São João Batista

Com altares folheados a ouro, esse tesouro das igrejas em Minas Gerais fica em Barão de Cocais. A história diz que a planta original veio diretamente de Portugal, mas sofreu modificações feitas por Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, que produziu, ainda, imagens em pedra-sabão para a fachada e o interior. Eu, particularmente, acho maravilhoso e adoro admirar o trabalho refinado e detalhado da capela-mor que tem um formato circular todo dourado.

Em Cocais, você poderá, ainda, conhecer o Sítio Arqueológico e a Cachoeira da Pedra Pintada.

4. Santuário de Nossa Senhora da Piedade

Para mim, esse é mais do que especial! Por quê? Porque ele é o Santuário da padroeira de Minas Gerais. E como dizia o poeta mineiro Carlos Drummond de Andrade, “ser mineiro é ser religioso”. A igreja, que tem 250 anos,  fica na cidade de Caeté, a mais de 1.746 metros de altitude.

A linda imagem de Nossa Senhora da Piedade data do século XVIII e foi feita por Aleijadinho. E se você não gosta de lugares muito cheios, aconselho evitar o período da Quaresma e do Jubileu, pois o Santuário recebe um maior número de visitantes.

A cidade ainda guarda atrações como o Observatório Astronômico Frei Rosário e o Canela de Ema Adventure Park.

5. Catedral Basílica de Nossa Senhora do Pilar

No centro de São João del Rei, essa igreja passou por um grande incêndio durante a Guerra dos Emboabas, porém, hoje é considerada uma das mais ricas do Brasil, pois contém cem mil folhas de ouro em seus detalhes artísticos incríveis do tipo barroco joanino e do rococó.

As minhas dicas são uma bela caminhada pelo centro histórico da cidade, uma visita ao Museu Ferroviário e ao Mercado Municipal.

Junto a todas as dicas de igrejas em Minas Gerais, quero lembrar que durante datas religiosas essas cidades ficam mais cheias e, claro, todas elas guardam outro tesouro mineiro: a culinária.

Com as dicas de um guia local, você pode experimentar opções diferentes das que a maioria dos turistas têm acesso. Ficou curioso? Assine a newsletter que eu te mando outras dicas turísticas especiais!

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*