top of page

Viajar sozinha em Minas Gerais: roteiro de 4 dias

Atualizado: 11 de abr.

Pensando em viajar sozinha em Minas Gerais? Pois saiba que este estado brasileiro é um resumo do potencial turístico do Brasil. Natureza exuberante, patrimônio histórico único, gastronomia renomada, hospedagens de qualidade e povo acolhedor. Sem falar no sotaque mais charmoso do país, segundo os próprios brasileiros.


Minas Gerais é o destino ideal para quem como eu também ama viajar sozinha. Por isso preparei um roteiro perfeito de 4 dias em Minas para mulheres que adoram viajar por conta própria. Vem comigo saber mais:


Neste post:



Dicas para viajar sozinha em Minas


Viajar sozinha pode ser um pouco desafiador, especialmente para nós mulheres. A boa notícia é que Minas Gerais é um estado bem seguro. Nas cidades históricas como Ouro Preto e Mariana, o seu passeio ocorrerá com bastante segurança.


Mesmo assim, devemos ter em mente alguns cuidados:


Planejamento é essencial

Reserve suas hospedagens, passeios e transportes. Com algum planejamento todo o seu trajeto será mais cômodo e com menos imprevistos. Nas épocas de alta temporada (geralmente no carnaval, Semana Santa e férias de janeiro e julho) é essencial reservar sua hospedagem.


Avise seus familiares e amigos

Viajar sozinha demanda um pouquinho mais de atenção. Avise sempre uma pessoa de confiança, parente ou amigo, sobre o seu itinerário. Assim, se algum imprevisto surgir, você poderá obter ajuda de modo mais eficaz.


Leve pouca bagagem

Eu sei, é difícil para nós mulheres cumprir com esse desafio. Mas é preciso pensar que uma viagem sozinha precisa ser mais leve. Menos bagagem é sinônimo de maior mobilidade, isso sem contar a economia na hora de despachar as malas.


Tenha seus documentos e comprovantes sempre em mãos

Uma dica que gosto de compartilhar é: sempre digitalize seus documentos. Em caso de perda você terá uma cópia disponível em seu celular ou por e-mail, por exemplo. Isso vale para documentos pessoais e também para comprovantes de reserva, passagens e afins.


Troque ideia com os locais

Minas Gerais é conhecida pelo povo caloroso e acolhedor. Especialmente nas cidades do interior, fazer amizade não é difícil. As pessoas do lugar sempre terão boas indicações de espaços onde você se sentirá sempre em casa.


Contrate uma guia credenciada

Conhecer Minas Gerais com uma guia credenciada faz toda diferença. Seu passeio será muito mais proveitoso e divertido. E aqui estou eu para te guiar nessa jornada! Você pode conferir meus passeios especiais aqui.


Além de ser “da terra”, eu conheço os melhores destinos e roteiros para transformar a sua viagem solo em uma lembrança inesquecível. Vamos juntas?


Agora chega de prosa e vem conferir o roteiro perfeito pra você conhecer Minas Gerais de um jeito especial:


Dia 1: Belo Horizonte


Praça da Liberdade, Belo Horizonte.
Praça da Liberdade. Belo Horizonte. Foto: Roberto Delamora / Getty Images

Terceira capital do estado (antes dela tivemos Mariana e Ouro Preto), Belo Horizonte foi planejada para ser a nova capital de Minas Gerais em 1897.


Embora o traçado original já tenha escapado da famosa Avenida do Contorno, ainda é forte a presença da história da República em nomes de ruas, edificações e na própria organização dos espaços do poder político.


A Praça da Liberdade, um dos principais cartões-postais da cidade, foi projetada para sediar o governo do Estado, no Palácio da Liberdade. O palácio hoje abriga exposições e chama a atenção pela beleza de suas linhas.


Nos prédios ao redor ficavam as Secretarias Estaduais. Em estilo eclético, cada edificação é uma fonte de memórias e histórias de Belo Horizonte. Atualmente a praça abriga um Circuito Cultural que tem atrações variadas, com museus e exposições.


Não deixe de visitar o CCBB, Centro Cultural do Banco do Brasil. Este é um dos principais equipamentos culturais de Minas Gerais com teatro, café, espaço para oficinas e mostras de arte do mundo inteiro.


Fora do Circuito Cultural da Praça da Liberdade, um passeio a pé pela Região Central da cidade é fundamental para quem gosta de arquitetura e quer sentir a alma de BH.


Bem no coração de BH está o obelisco da Praça Sete e prédios icônicos como o Edifício Acaiaca e a antiga sede do BEMGE, totalmente remodelada. Não longe dali fica o Edifício Arcângelo Maletta, outro ponto imperdível. Famoso pela aura de boemia, ele reúne uma coleção de sebos, bares, lojinhas e restaurantes frequentados pelos locais.


Recomendo ainda uma passadinha no Mercado Central de BH, eleito um dos melhores do mundo. Ali você encontrará uma diversidade enorme de produtos regionais, incluindo doces típicos de Minas e o nosso famoso queijim mineiro, uai!


Também no coração de BH fica o Mercado Novo. Este mercado, construído em 1960 para substituir o atual Mercado Central, se tornou ponto de referência da vanguarda gastronômica e cultural de Belo Horizonte. Em seu interior você encontrará dezenas de lojas, bares, cafés e alguns dos restaurantes mais badalados da cidade.


A Praça da Estação é outro destino obrigatório, com o seu Museu de Artes e Ofícios, único deste tipo no Brasil. E no alto da Avenida Afonso Pena, o Mirante das Mangabeiras deixa bem claro porque Belo Horizonte tem esse nome.


Dica: você pode conferir mais informações em meu Passeio Belo Horizonte Essencial.




Dia 2: Ouro Preto



Ouro Preto
Ouro Preto. Foto: Estúdio Arco.

Pertinho de Beagá fica a nossa querida Ouro Preto! A forma mais usada para se chegar até a cidade Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO é de ônibus. A empresa Pássaro Verde tem linhas regulares a partir da rodoviária da capital. O trajeto tem duração aproximada de 2 horas e meia, percorrendo 90 km de distância em meio à típica paisagem mineira, repleta de montanhas e estradas sinuosas.


Já de carro o trajeto demora somente 1h30min. Você pode alugar um carro em Belo Horizonte ou contratar um serviço de transfer privativo. Deixo aqui o contato de colegas em Belo Horizonte: Reinaldo +55 31 9216-4111 e Erik +55 31 98764-3653.



Ouro Preto é uma cidade com muitas atrações e é natural ficar um pouco perdida na hora de conhecer cada uma delas. A boa notícia é que tenho um passeio especial com as atrações essenciais da cidade. Confira tudo no meu passeio Ouro Preto Essencial + 1.


Ao chegar, estarei te esperando para curtirmos juntas tudo o que essa cidade tem para oferecer.


Se precisar de mais dicas, dê uma espiadinha em meu perfil no Instagram. Lá você encontrará informações sobre os melhores cafés, bares, restaurantes, mirantes e parques urbanos.


E tenho também um Tour Poético autoguiado em Ouro Preto para viajantes sozinhas que são apaixonadas por histórias de amor e pela literatura. Para saber mais, clique aqui.


Dica importante:

Ouro Preto é uma cidade pacata. Os bares e restaurantes fecham entre 22h e 0h e as ruas históricas ficam desertas, paira um ar bucólico com a iluminação fraca nos remetendo aos tempos coloniais e assim, não dá para dispensar a última caminhada!

Mas fique tranquila. De mulher para mulher, a cidade é segura!


Dia 3: Mariana



Mariana, Minas Gerais
Mariana. Foto: Luoman / Getty Images

Coladinha em Ouro Preto, distante apenas 11 quilômetros, Mariana guarda traços bem preservados do seu passado colonial. A cidade que já foi a primeira capital de Minas, é bem menor que Ouro Preto e também mais pacata.


As duas cidades são ligadas por uma linha regular de ônibus, mas se preferir, você pode utilizar um serviço de mobilidade local, como o OP Expert.


Em meu passeio essencial por Mariana, visitaremos a Catedral da Sé, um dos templos mais importantes de Minas Gerais, além de atrações repletas de história como a Praça Minas Gerais (única no estado a reunir duas igrejas centenárias, um prédio da antiga Câmara e Cadeira e um Pelourinho), o Museu da Música de Mariana e outros pontos.


Esse é um passeio leve, com igrejas e museus ligados por praças amplas e arborizadas.


Dica: Para ir comigo, escolha o Passeio Mariana Essencial.


Dia 4: Parque das Andorinhas



Se você curte a natureza, é iniciante ou nunca teve a oportunidade de trilhar, uma boa dica é a visita ao Parque Municipal Natural das Andorinhas.


Com diversas cachoeiras e trilhas sinalizadas, o parque oferece um bom centro de recepção ao visitante. Você pode escolher a trilha de acordo com a dificuldade. Tem para todos os gostos. A região conta ainda com mirantes e espaços para contemplar a natureza.


Dentro deste bioma de Mata Atlântica preservada, fica a nascente do Rio das Velhas, um dos principais afluentes do Rio São Francisco. Toda essa região faz parte do entorno da Serra de Ouro Preto, área onde a antiga Vila Rica foi fundada.


Em resumo


Viajar sozinha em Minas Gerais não tem segredo. Igrejas e monumentos centenários, culinária cheia de tradição e povo pra lá de acolhedor. Minas Gerais é bem mais que um estado, é um mosaico de cultura, arte e beleza.


Com algum planejamento e uma guia credenciada todo o seu passeio será leve e dinâmico. Tenho certeza que você terá boas histórias para contar sobre esse estado incrível.


Estou aqui para te guiar nessa jornada. Ficou afim de vivenciar o espírito mineiro? Então dá uma espiada em meus passeios especiais e não perca tempo. Minas te espera de braços abertos!


 






Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page