top of page

Qual o seu propósito de "turistar" em Ouro Preto?

Atualizado: 13 de jul. de 2023

Se for desfrutar, conhecer e respeitar essa linda Ouro Preto Patrimônio Cultural da Humanidade, tá combinado! Podemos, juntos ou separados, praticar um turismo consciente e responsável

na medida e na hora certas. Pois assim, conseguimos preservar o que temos, pensando em nós mesmos, num breve retorno, por exemplo, e claro nas gerações que virão.


Fazer dos locais que conhecemos e vivenciamos experiências incríveis melhores do que são, é uma atitude necessária e ela começa com o cuidado ao viajar. E planejar sua viagem, considerando as particularidades do local a se visitar, é o primeiro ponto a se considerar.


Pensando numa visita a Ouro Preto, saber apreciar seu patrimônio artístico, histórico e cultural, ainda bem preservado, é o primeiro ponto que nos vêm à mente, certo? Só para

lembrar, a vila mineradora foi mais rica e maior do que Nova York, no século XVIII, fazendo surgir o maior movimento conspiratório em favor da liberdade em nosso país.


Cuidar dessa cidade como um todo - suas igrejas barrocas, seus casarões de pau a pique, suas ruas calçadas de pedras, polidos pelo tempo e preservados por mais de très séculos,

é mais que uma missão de cada visitante que aqui chega, é um dever de todos que a habitam e de todos que a visitam ainda que por poucos dias.


Vamos lá, então.


Para um turismo consciente e responsável esteja atento a pelo menos

esses três pontos:


1- PRATIQUE UM TURISMO COM PROPÓSITO

Se suas intenções de vir a Ouro Preto são o bem estar entre sair da rotina, renovar energias e aprender coisas novas por meio de vivências culturais, que enfocam a história do nosso

querido Brasil, você deve procurar ‘turistar’ na hora certa e na medida certa!


E o que isso quer dizer? Que você deve entrar em nossa ‘vibe’ mineira, em nosso jeito calmo de ser e de viver… Um dia após o outro, com o levantar e o cair do sol, com o toque dos sinos das igrejas barrocas (cujas batidas têm significados próprios), com prosa boa,

rezas e casos herdados de tempos antigos, desde quando diversos arraiais foram reunidos na maior vila mineradora brasileira, não à toa chamada Vila Rica pelos colonizadores portugueses.


Por isso, aqui vai minha principal recomendação, para que sua experiência turística em

Ouro Preto seja a melhor. Planeje sua viagem com tempo e disposição. Dentro do possível, encontre a melhor data fora dos feriados e finais de semana prolongados. Nesses

momentos, o número de visitantes cresce enormemente nos hotéis e pousadas, os restaurantes se enchem de filas, as igrejas e museus lotam com grupos de turistas, dificultando o acesso às obras artísticas, o contato com o pessoal de apoio e suporte ao

turismo, limitando o imenso prazer de conhecer e aproveitar a cidade como um todo.


2- EVITE CIRCULAR E PASSEAR DE CARRO

Além da multidão de pessoas, a cidade fica abarrotada de carros estacionados e circulando por suas ruas e becos estreitos. Muito além da questão ambiental, a antiga Vila Rica não foi

feita para automóveis e felizmente se preservou como nasceu. Na época, coches eram usados para viagens entre locais distantes, seges para o trabalho rústico e na vila mulheres elegantes transitavam em liteiras.


Além de esconder os atrativos históricos e os contornos naturais da cidade, os carros interferem no ritmo da cidade e dos ouro-pretanos. Se seu hotel está distante do centro histórico, procure um sistema alternativo de lá chegar (há táxis e apps de transporte),

deixando o seu carro no hotel ou siga a pé.


Defina o que quer visitar, trace uma rota e vá comigo ou sozinho… devagar por causa das ladeiras. Mas não se intimide, passear a pé é sempre surpreendente. Você vivenciar a cidade como um de nós, ouro-pretanos, sentindo sua aura, percorrendo seu traçado sinuoso, vendo detalhes que não veria se estivesse de carro.

Veja no meu Instagram, no ‘Feed’, dicas de onde estacionar.


Há áreas próprias para isso,

no centro histórico. Busque por ‘TOP 3 - ESTACIONAMENTOS EM OURO PRETO.


3- PREFIRA OS ‘WALKING TOURS’

O turismo que ofereço a meus clientes são os chamados Walking Tours. Em tradução livre, passeios turísticos a pé. No meu site, você encontra opções de roteiros temáticos históricos, artísticos e até naturais. Sim, pelas minas de ouro, cachoeiras e montanhas da região.


Esses passeios incluem crianças e seus pais, grupos de jovens, adultos, sós ou bem acompanhados, e até mesmo idosos, que poderão caminhar pela a cidade bem a seu gosto.. Sem pressa, num ritmo calmo, num ritmo nosso… ouro-pretano!


Então, se você deseja vivenciar e fazer fotos incríveis da bela Ouro Preto, vem comigo. Ou siga essas recomendações acima. Na verdade, venha fazer parte do cotidiano tranquilo de Ouro preto, curtindo o mais genuíno e autêntico que a cidade pode lhe oferecer… sem

excessos e sem dificuldades.


Não caia no fluxo vertiginoso do ir e vir sem saber por quê e para quê. Pratique um turismo consciente, responsável e sustentável. Assim, você preserva o presente, o passado e o futuro turístico da antiga Vila Rica ou de qualquer outra cidade com característica semelhantes. Vem!!

116 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commenti


bottom of page